sexta-feira, 29 de março de 2013

Por um fio.



Por muito tempo eu procurei a tampa da minha panela, e depois de tantas tentativas frustradas cheguei a acreditar que eu era uma frigideira.  Até que eu percebi que não existe esse negocio de tampa da panela, metade da laranja, relacionamentos perfeitos não existem. As pessoas são diferentes, isso que é bom. Sempre busquei um padrão de relacionamento modelo, sem brigas, com cumplicidade de ideias, entre tantas outras coisas que podem até haver em uma relação, mas não o tempo todo. E sabe quem me fez entender isso? Foi você meu amor, e acredite dou graças a Deus por nosso relacionamento viver por um fio. Você deve está se perguntando se viver por um fio é bom, e eu te respondo que quando alguém me diz que tem uma relação solida, me passa a sensação de uma represa, de uma barragem, solida, dura, de concreto, mas que basta um furinho, um deslize, um vazamento, para desmoronar e se destruir por completo. Já a relação por um fio não é assim, ela é um fio de aço, é tinhosa. Sofre, estica, balança, mas não arrebenta. Muitas vezes você indaga a ideia de não ser a mulher certa na minha vida, e me mostras diversas meninas onde VOCÊ acredita que me fariam mais feliz ou que dariam mais certo com minhas expectativas do que você. E eu te pergunto; você realmente acha que eu quero outras mulheres? Ou é você que queria ser como elas mais não consegue? Mas eu lhe digo mais, se você fosse como elas, eu não estaria com você, eu não me importaria com você, eu não planejaria futuro algum ao seu lado. E sabe por quê? Por que eu amo é esse seu jeito errado de fazer as coisas, essa sua mania de não se preocupar com o futuro. Essa sua cara de deboche quando está com ciúmes e amo ainda mais aquela carinha de safada que só você sabe fazer. Eu poderia está com qualquer garota, mas escolhi está com você, e quer saber o por quê? Simples, pois nós somos completamente diferentes e são essas diferenças que nos completa. É sua falta de compromisso com “tudo” e esse meu jeito responsável de “mais”, que nos faz querer e “depender” tanto uma da outra. Pois é só você que me arranca aquele sorriso de bobo apaixonado, pois é só sua mão que se encaixa perfeitamente com a minha. E quando lhe perguntarem se nós temos um relacionamento solido, apenas diga que não! E eu posso lhe dizer uma coisa? Ainda bem que não temos. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário